26 de set de 2013

Stay







       Lembro do dia em que te conheci. Você estava com a blusa ao avesso e fazendo piadas-cabeça que quase ninguém entendia. Em meio as gargalhadas, eu pensava "que cara estranho!". Ei, não me olha assim, não tô te criticando. Gosto de coisas estranhas. De pessoas estranhas.
Quem diria, que em meio a uma quarta-feira, o dia da semana que mais detesto, conheceria alguém que marcaria tanto a minha vida. Você chegou de mansinho e, de repente, já não imaginava minha vida sem você. Sem seus papos cabeça e devaneios quase sempre relacionados a física. Para ser sincera, nunca prestei atenção neles, você ficava tão bonito falando que ficava difícil. 
Eu preciso de você aqui e agora. Só o seu abraço poderá me deixar segura e fazer tudo passar. Eu sei que sou difícil. Talvez viva no mundo da lua por muito tempo, talvez seja teimosa demais. Eu poderia te dizer cada defeito meu e te dar 101 razões pelas quais você não deveria ficar comigo. Mas posso te dizer uma única razão pela qual deve: eu sempre estive e sempre estarei com você por inteiro. Nada de joguinhos, nada de mentiras, de mandar recados.
Você esperava que eu dissesse "eu te amo"? Não sou dessas, meu bem. Essa frase tem significado importante mas já foi tão banalizada que já nem acredito nela. Amor não pode ser expresso em palavras, apenas em atitudes. Irônico justo eu, que só sei me expressar assim, falar isso. Mas é mais pura verdade. Sentimento não se explica, se sente, se der, demonstra.
Estou tentando demonstrar isso. Deixo todo meu orgulho de lado e peço: fica. Não só por hoje, mas sem data marcada para ir embora. Apenas fique.



*Mil desculpas pelo sumiço, pessoal. Mas o blog está de voltas às ativas, haha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Apesar de Você- Julia Calvacante - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tamires PereiraSakurart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo