10 de jun de 2013

Perdida









             Estava perdida. Como sempre. Perdida não fisicamente, mas em minha própria mente. Mil e uma coisa passavam-se em minha cabeça e não fazia ideia do que significavam. Usei toda minha energia e sofri um curto circuito. Quando recuperava-me, conheci você.
             Minhas feridas estavam expostas e nunca estive tão vulnerável. Você as viu e, surpreendentemente, não saiu correndo. Você viu beleza por trás delas. Despi minha alma para você e seu toque sarou feridas que nunca pensei que sarariam.
            De repente, meu sorriso reapareceu. Leve, sincero, meio bobo. Descobri ter covinhas. Também descobri ter uma autoestima. Tirei do baú a felicidade esquecida.
              Talvez você não seja o cara mais inteligente, mais bonito e divertido do mundo. Talvez tenha alguém por aí com alma mais branca, mais pura, mais tudo. O problema é que não quero ninguém mais bonito, inteligente, divertido e de alma mais bela. Eu quero a leveza do seu sorriso, o brilho suave dos seus olhos, o seu modo simples de ver as coisas. Quero seu toque, sua voz, seus beijos. Sua sinceridade, dramas e nerdices. Seus elogios que deixam-me vermelha. Eu quero você.
              Não adianta dizer que mereço alguém melhor querido porque, aos meus olhos, essa pessoa não existe. Você é e sempre foi aquele em que posso confiar, nas melhores e piores horas. Sempre que algo diferente acontece, a primeira coisa que me vem a cabeça é em contar para você. E já não adianta esconder. Está escrito nos meus olhos. Eu havia me prometido não falar essas palavras mas... Eu te amo. Pronto, já consegui dizer. Não se assuste. Não vou te prender, é livre para ir quando quiser. Mas queria que ficasse. Queria que me dissesse se sente ou não o mesmo por mim.

2 comentários:

  1. Nussaaaaaaa adoreiiii seu texto... vi conhecer o seu cantinho através do grupo blogueiros literários... e adorei... percebi que é novinho... mas bem organizado.... parabéns... adoro escrever tb e isso foi mais que lindo... Estou seguindo seu blog e curti a sua página... Quero te convidar a conhecer e se gostar peço que siga... Xerim!!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Apesar de Você- Julia Calvacante - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tamires PereiraSakurart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo