28 de mai de 2013

O jeito certo









          Nunca quis encontrar um príncipe encantado, sequer acreditei em sua existência, queria apenas um cara legal que gostasse de mim. Então, você apareceu, com toda essa inteligencia, simpatia e o melhor abraço do mundo. Tendo uma risada contagiante que me faz rir junto, sendo tão esquisito, calado e romântico quanto eu. Gostando das mesmas coisas, sendo um excelente ouvinte e sempre estando lá para mim quando precisei. Com o tempo, passei a ver seus defeitos. Mas sua insegurança, indecisão nem seus preconceitos bobos foram o suficiente para mudar o que pensava sobre você. Foi inevitável  me apaixonei. Você era muito melhor que eu esperava que fosse, mas ainda faltava uma coisa. Talvez, a mais importante. Você não me amava da maneira que eu queria que me amasse.
       Mesmo sabendo disso, falei sobre meus sentimentos e isso só aproximou-lhe mais de mim. Sentiu a necessidade de cuidar de mim, sempre protegendo-me e indo contra tudo e todos que poderiam machucar-me. Até que chegou o temido dia em que você cansou disso, em que eu cansei disso. Fiz bobagem e você saiu do meu mundo. Não digo que fiquei surpresa, sabia que esse dia chegaria, mas você fez aquilo que tanto temia fazer: machucou-me. A queda foi dura, mas levantei e superei. Mas ainda sinto falta da sua risada, dos seus conselhos sem sentido, do seu abraço protetor. Sinto falta da sua amizade.
          Você mudou. Cresceu, amadureceu, deixou a barba crescer. O garotinha que tanto criticava as boates, agora as frequenta com os amigos da faculdade. Posso ver-lhe, sentado no canto do bar, bebendo cerveja enquanto sua namorada ri de uma de suas piadas bobas. Hoje, essa cena não incomoda-me, mas me põe um sorriso no rosto. Eu ainda amo você, mas agora amor do jeito certo.

2 comentários:

© Apesar de Você- Julia Calvacante - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tamires PereiraSakurart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo