23 de mar de 2013

Erro favorito








Hoje me peguei pensando em nós. Em tudo que poderíamos ter sido. O que aconteceria se eu tivesse ido ao seu encontro, quando me chamou? Se eu tivesse sentido as faíscas quando me beijou?
   Você era o cara certo, mas aquele era o momento errado. Meu coração estava partido e você, inutilmente, tentou unir seus pedaços. Mas no fim do dia, ainda dava para ver as marcas.
     Não fui justa, tampouco sincera. Amava outro, mas recebi o seu amor. Não pense que foi fácil, me senti uma megera, dessas dos filmes da Disney.
Por que eu tinha que pensar nele enquanto você mexia nos meus cabelos? Abraçava-me e dava-me o casaco em noites frias? Eu quis tanto te amar. Forcei-me a sentir algo enquanto me beijava, naquela noite fria de 28 de dezembro. Não consegui.
    Na noite seguinte, encontrei uma forma de brigarmos, de lhe fazer ver que não sou perfeita. Mas que boba, você já sabia disso. São vários anos de amizade, não é mesmo?
     Você ficou bravo, mas ainda assim não me deixou. Continuou ao meu lado. Por que você tem que fazer o melhor cafuné do mundo?
    Hoje vejo que não daríamos certo. Que foi um erro te usar assim. Você está em quase todas as minhas boas lembranças infantis. Sempre que penso em nossas brigas na infância, das brincadeiras, das quedas e broncas que levamos juntos, um sorriso nostálgico se forma em meu rosto.
   Você significou tanto. Tanto naquela época, quanto hoje. Não demorei muito a esquecer o tal cara, mas de você sei que não esquecerei.
     Pela primeira vez, alguém realmente se preocupava comigo. E também foi a ultima. Você sabe da minha sina por caras errados. Você conseguiu ver a tristeza em meus olhos, que estavam querendo encher-se de lagrimas, me abraçou, contando piadas bobas aos meus ouvidos. Ah, se você soubesse que ele era o motivo.
   Naquela época eu não sabia o quanto significava para você. Descobri  meses depois, quando vi a tristeza e decepção no seu rosto, ao me ver com meu novo namorado, título que você tanto almejou. Por que nunca me disse?
Eu realmente sinto muito que as coisas tenham acabado assim. Espero que encontre a garota certa para você, eu sei que ela está perdida por aí.
     Você foi meu erro favorito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Apesar de Você- Julia Calvacante - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tamires PereiraSakurart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo